entre[linhas] #001

|

4 de julho de 2013


Entro nos teus olhos de piscina, raso.
Não me atrevo à ir mais fundo,
Pelo medo de tentar,de me afogar
De descobrir um novo mundo.

Permaneço.

comentários pelo facebook:

7 comentários:

  1. Eu já iria arriscar... sabe?? =s
    Belas palavras Fer!

    Bjinhos

    ResponderExcluir
  2. Sou assim, ir mais fundo dá um medo... rs
    Beijo Ma :)

    ResponderExcluir
  3. Já eu pulo, mergulho de cabeça, mesmo que meu destino seja morrer nadando antes de chegar lá. Mas talvez seja preciso afundar gradativamente mesmo, aos poucos. A pressa é inimiga da perfeição.

    Boa tarde moça, "_"

    ResponderExcluir
  4. Esses olhos cor de mar sempre poéticos.

    Beijos baby!

    ResponderExcluir
  5. É difícil e pode doer ir mais fundo numa coisa rasa. Dói mais!
    Abraços, Arih

    ResponderExcluir
  6. Seguir adiante pode doer, às vezes. Ou não. Sempre haverá a possibilidade de no mergulho encontrar um lindo amor, uma bonita troca. Já permanecer sempre dói. Porque é a unica opção. O medo.

    Vamos mergulhar vamos.

    Tu leste o conto?

    Beijo Fê. Belíssimo poema.
    :)

    ResponderExcluir