fragilidade.

|

23 de fevereiro de 2015


Quem diz que a gente vive como se não houvesse amanhã, está um pouco enganado. A grande falha do ser humano é viver, justamente, acreditando que existem milhares de amanhãs prontinhos para serem vividos. Esquecemos o quão frágil a vida é e como as horas nos são escassas. Raridade é quem aproveita cada segundo com máximo de intensidade. Como disse com sabedoria o Oscar Wild: a maioria das pessoas apenas existem. Viver é realmente a coisa mais rara desse mundo. Num dado momento as coisas são e, em um piscar de olhos, elas deixam de ser.

Parece um bocado repetitivo, — e é — mas temos que parar com esse achismo do dia seguinte. É aquele lance de dizer que ama quem se ama, de se declarar se assim sentir vontade, de pedir a conta se o emprego massacra, de se jogar naquilo que se gosta de fazer e viver.

A vida é frágil demais. Além da conta. Deus traça linhas tortas e, às vezes, me pego questionando porque as coisas são como são. Porque não é possível aliviar as tristezas e evitar determinadas situações. Porque fazer passar, se depois nos vai tirar.


Eu não entendo nada dessa fragilidade toda. E tenho um medo imenso perante ela (a vida).

Mais do que nunca.

comentários pelo facebook:

9 comentários:

  1. Esse é dos meus questionamentos também: PORQUE?
    Eu sempre quero tentar entender o porque de certas coisas, ao invés de vivê-las, acho que nós perdemos muito tempo questionando.Tudo tem um porque e as vezes não conseguimos compreende-lo.
    Beijos Fê

    :**

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tento ao máximo parar com as perguntas, mas vem a vida e nos faz mesmo questionar, sabe? =\

      Excluir
  2. Eu também tenho medo das surpresas que o "amanhã" pode trazer, não tenho medo dele não chegar (calma, não to querendo morrer, só dizendo que não tenho medo disso, rs);
    A gente se acomoda muito com o "amanhã pode ser melhor" e esquecemos de viver o hoje com plenitude, aproveitando cada segundo. Mas mesmo com minhas dúvidas, tento não perder tanto tempo procurando respostas que só um possível tempo pode trazer.

    Beijo MF! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente só lembra do hoje quando, de repente, o amanhã não é mais, sabe Ari? Aí fica aquele gosto amargo na boca, com o tanto que se ficou por fazer e simplesmente não dá mais tempo de.

      Beijo grande.

      Excluir
  3. Justamente o que estava pensando ontem, MF. A gente vai empurrando a vida, os dias com a barriga. Fico me perguntando até quando? O problema é que a maioria das vezes não passa disso.

    Infelizmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falta-nos coragem de chutar o balde e começar a viver. Esperamos que a rotina decida por nós... Tão errado e tão humano :T

      Excluir
  4. Sim...

    nem sempre o amanhã chega e a gente nunca sabe como ele vai ser. A vida é tão incerta.

    Claro... seria ótimo ter um cronograma da vida, respostas pra o que acontece depois dela... mas como não rola, o que resta é aproveitar o máximo que se pode

    beijo
    beinghellz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Não sei lidar, vivo cheia de perguntas vivendo momentos e fazendo as coisas caberem nos meus dias finitos...

    ResponderExcluir
  6. Ás vezes me questiono também sobre determinadas situações.
    A verdade é que algumas respostas nunca teremos.
    Ao menos não aqui.
    Acho que aí que entra a fé.
    Quando acreditamos mesmo não sabendo as respostas.
    Beijos Mafê

    ResponderExcluir

infelizmente a plataforma do blogger é meio ruinzinha para comentários, então, se quiser ver minha resposta ao comentário, terá que voltar por aqui. Ou comente pelo Facebook, ali em cima, aí aparecerá a notificação da resposta para você ;) Ah! e se tiver um blog, não tenha medo de deixar link, ok? Procuro visitar todos ♥