Wanderlust

|

6 de abril de 2016


Hoje eu acordei com vontade de viajar. Vontade de conhecer lugares incríveis, andar por caminhos indescritíveis e deixar o destino escrever lembranças por toda a minha alma. Acordei querendo colocar toda a minha vontade de viver numa mochila e levá-la como única bagagem. Acordei querendo deixar pra trás tudo aquilo que me faz mal, que corrói a alma e polui a mente, que nefasta o coração. Acordei com vontade de ser livre, de poder ser eu mesma por todo canto.

Acordei com vontade de me perder um pouco em cada canto do mundo e querendo passar o resto da vida tentando juntar meus pedaços espalhadas por aí. Essa gaiola da rotina aperta, espreme, sufoca.

Que vontade de conhecer novos sorrisos... De guardar novas risadas, me surpreender com quem ainda não habita a minha mente. Acordei com vontade de ser passageira, com vontade de ser chuva de verão. Daquelas que vem, faz um delicioso estrago e vai embora. Essa vontade de viver vai acabar me matando.

Acordei desesperada para fazer as malas. Para jogar todos os meus sonhos, desejos e ansiedades dentro de uma mala, fechar o zíper e sair arrastando por aí. Não preciso das rodinhas, dou um jeito de carregar esse peso todo nas costas mesmo.

Hoje eu acordei com vontade. Com vontade de conhecer o mundo, de explorar cada lugar incrível e inusitado que encontrar pela frente. De tentar conversar com quem não faz a mínima ideia do que estou querendo dizer. De mergulhar em águas turvas de incertezas e cristalinas de memórias. Hoje eu só queria sair por aí, sem rumo e sem medo. Porque às vezes a gente precisa disso, se deparar com uma estrada sem fim, um horizonte de possibilidades bem na sua frente. Perto e longínquo. Assustador e delicioso.

Hoje eu acordei com vontade de viajar. Viajar por lugares, por caminhos, por pessoas, por sonhos. Por estradas. Acordei querendo voar um pouquinho, um bater de asas bem intrépido. Libertador. Acordei com vontade de ser alguém, de ser eu mesma, de ser. Só de ser. Hoje acordei com desejo de possibilidade, de alternativa.

Hoje eu acordei com vontade de poder ser.

***
LAURA BRAND, Complicada, revoltada, escritora aspirante, yogi, sonhadora e dona de um coração alvinegro. Sonha em viajar pelo mundo escrevendo e movendo a caneta da maneira que seu coração desejar. Ama conhecer gente nova com histórias para contar. Apaixonada por animais, livros e sorrisos. Não sabe se explicar mas adora tentar. Está constantemente tentando se encontrar, mas enquanto isso despeja alguns devaneios lá no blog Nostalgia Cinza.
 VEJA MAIS DA LAURA:

• • • • • 

*Para fins de direitos autorais, declaro que as imagens utilizadas neste post não pertencem ao blog. Qualquer problema ou reclamação quanto aos direitos de imagem podem ser feitas diretamente com nosso contato. Atenderemos prontamente.

comentários pelo facebook:

1 comentários:

  1. Vontade de colocar a cara no sol e me lançar assim nesta imensidão de mundo. De conhecer tantas outras coisas por ai.

    Beijos.

    ResponderExcluir

infelizmente a plataforma do blogger é meio ruinzinha para comentários, então, se quiser ver minha resposta ao comentário, terá que voltar por aqui. Ou comente pelo Facebook, ali em cima, aí aparecerá a notificação da resposta para você ;) Ah! e se tiver um blog, não tenha medo de deixar link, ok? Procuro visitar todos ♥