Oh, my beautiful mother

|

8 de maio de 2016


O tudo que é dito, é sempre pouco.  Sempre me faltarão palavras e tempo para dizer o quanto tenho admiração, amor, orgulho dessa pessoa que me criou e me fez ser como sou. É um clichê sem tamanhos escrever no dia das mães, mas o mundo é um clichê e tanto, não é?

Mãe, estou ouvindo a música que botei como trilha sonora deste texto faz um tempo. Acho que é a quinta ou sexta vez que a melodia se repete — e assim vai ser até eu concluir este. A música me enche de conforto, porque sei que a letra traduz exatamente aquilo que as coisas são:

Se fizer tudo direito, amará o lugar onde estiver, apenas tenha certeza de que onde quer que vá você sempre poderá voltar para casa.

Eu sou eternamente agradecida, mãe. Por saber que sempre terei teu abraço para correr quando as coisas complicarem demais. E sei que sempre será pro teu abraço que irei buscar quando a felicidade foi infinita aqui dentro. Não consigo pensar em outra pessoa a quem eu queria dividir os fracassos e sucessos se não você. Você sempre será a minha primeira escolha e saber que posso contar com isso torna a minha vida mais leve.

Sabe, mãe, eu nunca te confessei, mas eu tenho um medo irrisório de não conseguir ser para meu(s) filho(s) o tudo que tu és para gente. Não consigo definir uma palavra melhor para te definir: você é o tudo. É o elo de ligação, é a mão cozinheira, é o afeto, é o conselho sempre certo, é a cervejinha do fim do dia, é a companhia de sábado a tarde, é o café com chantilly, é a alegria de domingo, é a mensagem de bom dia, de boa tarde, de boa noite (tão mais controladas e escassas que assusta).

Eu sei que você vai dizer que faço tempestade em copo d'água (você sempre me diz isso). A tranquilidade bate quando penso que se falhar como mãe, nalgum ponto, você jamais falhará como vó e isso que me dá mais coragem de tentar abraçar esse mundo novo que, quem sabe em breve?

Obrigada por ser a minha alma gêmea nesse mundo, aquela que conhece meus silêncios e entende minhas entrelinhas desde sempre.

Te amo duas vezes o infinito.


 VEJA MAIS:
FACEBOOK | TWITTER | INSTAGRAM | 👻 mafeprobst

• • • • • 

*Para fins de direitos autorais, declaro que as imagens utilizadas neste post não pertencem ao blog. Qualquer problema ou reclamação quanto aos direitos de imagem podem ser feitas diretamente com nosso contato. Atenderemos prontamente.

comentários pelo facebook:

1 comentários:

  1. Não há palavras que possam descrever o que elas são pra nós. Nem se vivessemos por mil anos conseguiríamos demonstrar e dizer tudo...

    Beijos
    Mundo de Nati

    ResponderExcluir

infelizmente a plataforma do blogger é meio ruinzinha para comentários, então, se quiser ver minha resposta ao comentário, terá que voltar por aqui. Ou comente pelo Facebook, ali em cima, aí aparecerá a notificação da resposta para você ;) Ah! e se tiver um blog, não tenha medo de deixar link, ok? Procuro visitar todos ♥