o amor em cena.

|

8 de dezembro de 2016


CENA 1: Já é tarde, quase no final do verão e o casal, não tão jovem, se aproxima do mar.

CENA 2: Ele encoraja sua amada a lhe dar a mão e passar as pequenas ondas.

CENA 3: Ele e ela, com as mãos entrelaçadas, caminham mar adentro, até que uma onda, após a outra alcançam o casal enamorado. E, assim, seguem até que outras ondas lhes toquem na pele, com sua água em temperatura fria, mas o que lhes causa uma sensação demasiadamente agradável.

CENA 4: Ele sabe que ela não sabe nadar. Sabe também que é sua primeira vez no mar. Isso lhe traz um sentimento de herói, de místico, de primeiro em tudo, de ser seu homem, seu parceiro, seu amor por toda vida, por lhe mostrar este tão intenso prazer, que é estar no mar.

Entre cenas: Logo vem uma onda mais alta e mais forte, vem e envolve os dois, como num abraço marítimo. Eles se envolvem nas águas salgadas, na explosão da paixão, abrem os olhos e percebem que estão quase no mesmo lugar, exceto por dois passos que foram movidos pela força do mar.

CENA 5: Ele sente vontade de mergulhar e mostrar para sua amada que a vida é simples, bela e fácil de lidar, mas não quer soltar a sua mão para que ela permaneça em segurança. O amor é visível e crescente entre o casal, estão no rasinho e nada, nada, pode dar errado. Com tamanha felicidade, ela se entrega ao abraço do amado e sorri, feliz da vida, por acreditar naquele amor.

CENA 6: Ele aceita o abraço e logo desfaz aquele laço, pois vem mais uma onda e grande. Muito maior que a outra, Já acostumados com a temperatura da água e coma agitação do mar e do amor, nada mais segura esse casal apaixonado, envolvido pela magia do ar e do amor pelo mar.

CENA 7: Entre as ondas, os sorrisos se soltam assim como os braços, num vai e vem de almas em águas não tão calmas. Se percebem entre as ondas e seu amor só cresce.

CENA 8: Ele olha e sinaliza. "vem pra perto de e mim, nosso amor não tem fim". Um abraço como um laço, um beijo delicado. Ele sinaliza, "vem pra perto de mim, segura minha mão pois já és a dona do meu coração."


MIRIAM RAMONIGA, mãe escritora, produtora cultural, contadora de histórias. No tempo livre aproveita para ser livre. Acredita que o amor recicla o mundo. Advogada e professora, utiliza o lado lúdico para despertar o interesse do público com qual atua. Membro da ALBC, ocupa cadeira 26 de Monteiro Lobato.
• • • • • 

*Para fins de direitos autorais, declaro que as imagens utilizadas neste post não pertencem ao blog. Qualquer problema ou reclamação quanto aos direitos de imagem podem ser feitas diretamente com nosso contato. Atenderemos prontamente.

comentários pelo facebook:

1 comentários:

  1. Mais que amorzinho esse texto, li como se tivesse decupando um roteiro. ♥

    http://seismilmilhas.com ♥

    ResponderExcluir

infelizmente a plataforma do blogger é meio ruinzinha para comentários, então, se quiser ver minha resposta ao comentário, terá que voltar por aqui. Ou comente pelo Facebook, ali em cima, aí aparecerá a notificação da resposta para você ;) Ah! e se tiver um blog, não tenha medo de deixar link, ok? Procuro visitar todos ♥