Acho que estou amando outra vez

|

19 de fevereiro de 2017

mafe

Ela me sorriu com graça, pegando-me desprevenida. Não sei se foi o riso que me assustou ou se o simples fato de que fazia muito tempo que eu não a notava. Tinha algo novo nela, sabe? A pele estava mais corada, os olhos mais vivos – e mais verdes. E o sorriso... Ah, o sorriso estava ali, até quando não estava. Dava para perceber nas rugas dos olhos o tanto que ela estava sorrindo por dentro. A boca fechada e a alma sorrindo. Já viu um sorriso palpável? Pois então, eu vi.


Fiquei abestalhada, lhe encarando. Ela rodopiou com graça de bailarina e fez uma careta engraçada. Quanto tempo faz que ela não mostrava a língua? Arrancou-me um riso. Ela continuou me olhando. Eu permaneci lhe encarando. A moça deixou o rosto cair para o lado, como se me analisasse de volta. Teria visto ela que eu estava lhe avaliando? Senti a testa enrugar, mas ela logo me sorriu, aliviando-me. Se ela tinha percebido, não tinha se importado.

Ficamos assim, uns bons minutos. Ela me mostrando seu melhor lado, seu melhor riso. Me contou da vida, dos amores, da felicidade que sentia pulsar. Falou dos planos e dos sonhos que não cansa de sonhar. Me mostrou sua fé inabalável e a esperança que carregava, todos os dias, para lá e para cá. Ela me contou que a fé lhe traz a certeza de seu sonho é palpável. Me falou da paciência, que cultiva todos os dias e da mudança, perceptível. Ela tinha se redescoberto e eu estava feliz por tê-la percebido...

Eu estava em frente ao espelho, lhe olhando. Meu reflexo me sorriu com graça, pegando-me desprevenida. Não sei se foi o riso que me assustou ou se o simples fato de que fazia muito tempo que eu não o notava. A moça do espelho estava irradiante, sonhadora e feliz. Pulsava amor. Tinha algo novo, sabe? Acho que estou me amando outra vez...

comentários pelo facebook:

8 comentários:

  1. A quem se ama, o amor de ninguém falta. A quem não, o de ninguém basta.
    GK

    ResponderExcluir
  2. Amei o texto!

    Beijos ♥

    Jéssica || Fashion Jacket
    www.fashionjacket.com.br

    ResponderExcluir
  3. RÁAAAAAAAAAAAAAAAA, esse final... aaaaaaaaaaaaaaaaaaah, nada como o amor próprio. Gente... amei amei amei amei. Que seja assim todos os dias. <3 Que nunca falte amor, dentro da gente, pra gente. Um beijo mais que doce do lado de cá.

    MQ

    http://www.mayaquaresma.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aaaaaaaaaaaaaaaaaaah, que bom que gostou :D eu tentei fazer mistério. Consegui? *-*

      Excluir
  4. Coincidência ou não, publiquei um texto no mesmo gênero, em que a personagem reflete sobre o quanto se ama e se sente completa. Dei até um sorrisinho bobo quando cheguei aqui e li esse texto. Acho que até se completaram.
    Amar-se é se redescobrir pra uma versão melhor do mundo e de si mesma.

    Com carinho,
    Conto Paulistano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Amar-se é se redescobrir pra uma versão melhor do mundo e de si mesma."
      Que coisa linda, Selma. Vou correndo para te ler e sair com sorrisinho bobo também ♥

      Excluir

infelizmente a plataforma do blogger é meio ruinzinha para comentários, então, se quiser ver minha resposta ao comentário, terá que voltar por aqui. Ou comente pelo Facebook, ali em cima, aí aparecerá a notificação da resposta para você ;) Ah! e se tiver um blog, não tenha medo de deixar link, ok? Procuro visitar todos ♥