Você fez muito bem em ter ido embora

|

28 de fevereiro de 2017


Você tinha razão. Ficar não nos ajudaria em muita coisa. Mas, quando você decidiu abandonar a história que tínhamos, eu sofri. Engoli seco os segundos que vivia e já sentia dores antecipadas por imaginar o réveillon, seu aniversário, o meu aniversário, o carnaval e o São João.

Onde eu estaria? Onde você poderia estar?


Quem vai geralmente não imagina essas coisas. Essa dor só quem fica sente. A gente sabe que vai passar. É lógico. Passa pra todo mundo. Mas, o tempo passou e, você continuava ali doendo. Eram dores de negação. A luz da esperança da tua volta já se distanciava.

Um dia eu resolvi seguir. E, por esse caminho, encontrei alguém que quis ficar. Mesmo assim, eu ainda olhava pelo retrovisor nas viagens em que eu fazia. E sentia a tua presença em cada palavra. Gestos tão teus, que ficaram comigo pra substituir a saudade.

Um dia você também resolveu seguir. E, no meio do caminho, te enxerguei de frente. E dói. Dói pra cacete. É foda. E talvez você nunca entenda isso. Às vezes, nem eu consigo entender. Só sentir.

Você passou por mim e continuou olhando pra frente, do mesmo modo quando foi embora. Sem dizer uma palavra. Sem olhar pra trás. Apenas me mostrando alguma coisa. Algo que eu consegui assimilar melhor naquele instante. Eu tive réveillons especiais, aniversários fantásticos e um carnaval repleto de amor. E você já nem estava presente. Olhei pro lado, vi alguém que quis ficar.

Pensando bem, você fez muito bem em ter ido embora. Valeu.



EDGARD ABBEHUSEN.
Baiano cá do Recôncavo. Vizinho de Edson Gomes, Sine Calmon, fã de Dona Canô e dos filhos que ela deixou no mundo. Aspirante a jornalista e sonhador de um mundo melhor. Tenho axé correndo no sangue. Amor no coração. E entre acarajé e Sushi, eu fico com os dois.
MEDIUMFANPAGE | INSTAGRAM

comentários pelo facebook:

3 comentários:

  1. Bem escrito e verdadeiro: quão difícil é lidar com as coisas que vão, mas não vão...!

    ResponderExcluir
  2. "Essa dor só quem fica sente. A gente sabe que vai passar. É lógico. Passa pra todo mundo.

    Que texto lindo! A gente sempre sofre quando alguém parte, porque junto a ele vai uma parte de quem nós somos, a nossa própria essência vai estampada na outra pessoa. O vazio que fica demora a ser preenchido. É lendo e sofrido. Mas um dia a gente ri, fica feliz e percebe que não dói mais. Passou. Sim, é foda pra caralho. Mas chega uma hora que a gente para e vê que valeu a pena ter acabado. Que foi bom assim.

    Com carinho,
    Conto Paulistano.

    ResponderExcluir

infelizmente a plataforma do blogger é meio ruinzinha para comentários, então, se quiser ver minha resposta ao comentário, terá que voltar por aqui. Ou comente pelo Facebook, ali em cima, aí aparecerá a notificação da resposta para você ;) Ah! e se tiver um blog, não tenha medo de deixar link, ok? Procuro visitar todos ♥