Eu vou te excluir do facebook

|

2 de abril de 2017

mafe-probst

Não é nada contra você, mas eu vou te excluir do meu Facebook. Tivemos uma história linda, foi bom o tempo que durou, mas não deu mais. Terminamos de uma forma não muito bonita, houve um pouco de mágoa na despedida, mas é isso. Apesar do tudo, guardo carinho imenso, mas a verdade é que vou te excluir do meu Facebook.

Não é imaturo nem irracional, entenda. Simplesmente não tem mais porque dividir minha história contigo, tampouco saber da tua. Traçamos, a partir de agora, linhas diferentes e distintas e não há motivos para misturar essas histórias incompatíveis. Eu te quero feliz e me quero feliz também. É isso. Tchau, querido.

(excluir do facebook? >> confirma >> sim )

Você acha imaturo excluir o/a ex do Facebook? Se sim, não deveria.

Existem diversos motivos para não alimentar a curiosidade com o ex, stalkeando ele no facebook, da mesma forma que existem outros incontáveis motivos para você não expor a sua nova rotina para o ex.

O término, num todo, sempre deixa alguém magoado. Por mais que tenha sido um ‘consenso’, na hora do fim alguém sai triste/chateado, alguém sai com saudade, alguém sai achando que nunca mais vai amar ninguém, alguém sai achando que viverá para sempre sozinho, etc., etc., etc. Perguntas como “Mas não era isso que você queria?” são comuns após um término, ainda que ela seja proferida para a pessoa que, justamente, pôs um ponto final numa história.

Nunca é fácil terminar. Ao chegarmos perto do fim, a memória faz questão de nos lembrar o quanto o abraço era confortável, o quanto a intimidade era gostosa e como aquele moletom velho cabia perfeitamente em você, naquelas tardes intermináveis de chuva e filme velho. É quase como a vida que passa diante dos olhos quando estamos prestes a morrer. Já ouviu alguém narrando que, ao ver a morte de perto, viu a vida passar diante dos olhos e, assim, viu o estresse que passa no trabalho, o tanto que batalhou, a unha encravada do dedão do pé... Não. A maioria das histórias são lindas – flashes de uma vida bonita, tranquila e feliz. O mesmo, mesmíssimo, acontece no fim do relacionamento. O que, mais uma vez, acaba por magoando/ferindo alguém.

Não podemos ditar regras. Eu tenho ex no meu Facebook da mesma forma que tenho ex bloqueado. Os ex que estão lá, são aqueles de longa data, relacionamentos que somaram e me fizeram crescer como pessoa. Vejo fotos de momentos felizes e transbordo de felicidade, porque o querer bem é imenso. Não rola, em momento algum, ‘queria que ele estivesse comigo’, ‘queria estar nessa viagem’, ‘queria esse casamento’. Nada. E é recíproco. Nas épocas pós término, eles frequentavam a lista dos excluídos, mas, depois de anos, uma solicitação de amizade não faria mal porque, de fato, águas passadas.

Mas, e aquela pessoa que você não aceitou bem? Vai ficar remoendo a história dela querendo que fosse sua? Isso deprime, inconscientemente. Vale dizer a frase mais clichê do mundo: o que os olhos não veem, o coração não sente. Remoer mágoas nos impede de enxergar o novo. Sério, nem tente. Vale excluir. É defesa.

O mesmo vale se foi o parceiro quem não aceitou o término. Tem ex que lamenta a tua história, que queria estar no lugar do atual. Não faz bem nem para você, nem para ele. Então, para que deixar? Para que alimentar energias ruins?

Excluir o ex do facebook não é sinal de imaturidade, pelo contrário. É preciso muita maturidade para enxergar que aquela pessoa – por hora – não faz mais parte do círculo. Maturidade de poupar o outro e/ou se poupar. Quem sabe, depois de anos, ela volta a fazer parte. Sem mágoas, sem cicatrizes. Só um bocado de histórias para contar e um carinho de gente que já foi próxima demais.


(ex pediu para te adicionar como amigo)

originalmente postado no Superela

comentários pelo facebook:

6 comentários:

  1. Se não é possível manter uma convivência sem pesares (em regra é o acontece), acho totalmente válido excluir o ex. A maturidade mais importante disso tudo é saber preservar a si mesmo. Respeitar os seus limites é muito importante.
    Gostei muito do texto, Fê. Obrigada pela visita.
    Uma ótima semana. Beijinhos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. acho importante a gente saber discernir o que nos faz bem e o que nos atrasa, sabe?

      Obrigada pela visita ♥

      Excluir
  2. Não acho que seja imaturidade excluir do facebook (ou de qualquer outra rede social). Ainda mais quando você sabe que não vai ser saudável manter aquela pessoa ali... Acho muito legal quando é possível estabelecer uma boa relação depois de um término, mas isso nem sempre acontece e tudo bem! Mas também já vi pessoas que excluem e depois ficam stalkeando pelos perfis de amigos e isso sim é uma coisa imatura, porque se excluiu pra não ficar vendo as coisas da pessoa (ou para que a pessoa não veja as suas), pra que fazer isso, né? Estranho.

    Obrigado pela visita e comentário lá no meu cantinho. Adorei suas palavras. Também adorei o seu blog e pode ter certeza que estarei sempre por aqui!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que a boa relação, depois de um término, vem com o passar dos anos. A pessoa se torna 'irrelevante', sabe? As ações ficam neutras. Independente do que seja feito, não atinge. =)

      Seja mais que bem vindo :*

      Excluir
  3. Eu não deleto. Prefiro que ele fique ali me vendo linda e maravilhosa. Muito bem longe dele =)
    Os ex's que não tenho mais no facebook me deletaram. Eu não excluo ninguém. Sou dessas =)

    ResponderExcluir

infelizmente a plataforma do blogger é meio ruinzinha para comentários, então, se quiser ver minha resposta ao comentário, terá que voltar por aqui. Ou comente pelo Facebook, ali em cima, aí aparecerá a notificação da resposta para você ;) Ah! e se tiver um blog, não tenha medo de deixar link, ok? Procuro visitar todos ♥